Deve-se A retirada dos ovários através de uma

 

Deve-se saber que as mulheres passam pela menopausa em
determinado período de suas vidas, e mesmo sendo algo normal e muitas vezes
citado, nem todos sabem do que se trata. Além disso, algumas se preocupam por
causa dos sintomas que podem aparecer. Naturalmente, por ser um estágio natural
na vida da mulher, é importante ter conhecimento pela diversidade de
informações que envolve. Confira a seguir os tópicos e saiba tudo sobre a
menopausa:

 

O que é?

We Will Write a Custom Essay Specifically
For You For Only $13.90/page!


order now

 

Como dito anteriormente, ao se falar de menopausa, estamos
nos referindo a um acontecimento normal que acomete as mulheres, trata-se de um
ciclo que corresponde a um ano depois da última menstruação da mulher, ou seja,
é quando já decorreu a finalização dos ciclos ovulatórios e menstruais, o que inclui
a minimização do processo de produção dos hormônios progesterona e estrogênio,
os hormônios sexuais femininos.

 

No entanto, há um tempo de transição que acontece
anteriormente ao que chamamos de menopausa. O estágio precedente a menopausa é
chamado de climatério, que marca a transição entre a vida reprodutiva da mulher
e a não reprodutiva, esse é um estágio em que em alguns conteúdos pode receber
um nome diferente, como pré-menopausa. De qualquer forma, nesse momento, já
ocorre um desequilíbrio dos níveis de progesterona e estrogênio, mas geralmente
os sintomas nessa fase são leves. A retirada dos ovários através de uma
cirurgia ginecológica também está inclusa como uma das causas da menopausa.

 

Com qual idade ocorre?

 

É fundamental lembrar que não existe uma idade
“padrão” e sim uma média, que corresponde dos 45 aos 55 anos. No
entanto existe a possibilidade de ocorrer a menopausa precoce ou prematura, que
no caso ocorre antes ou por volta dos 40 anos e a tardia, que ocorre
subsequentemente aos 55 anos de idade. Apesar de não ocorrer grandes mudanças
nos sintomas entre a menopausa tardia e a precoce, a tardia pode acarretar em
benefícios para a saúde, como um risco menor de ter doenças cardiovasculares.

 

Sintomas

 

Em alguns casos, tanto a menopausa, como o climatério, são
assintomáticos. No entanto, algumas mulheres passam por períodos bem
desconfortáveis com o aparecimento dos sintomas que aparecem pela diminuição gradual
dos hormônios sexuais. Veja a seguir quais são os mais comuns:

 

Ondas de calor: também conhecidas como fogachos, geralmente
são acompanhadas de sudorese e fadiga;

Menstruação irregular: tanto a duração como a quantidade do
fluxo sanguíneo podem ocorrer com irregularidade;

Alteração do sono e humor: pode ocorrer insônia, descontrole
emocional, irritabilidade e distúrbio ansioso por conta da influência dos
níveis de estrogênio e progesterona na liberação de neurotransmissores;

Ressecamento vaginal;

Diminuição da libido;

Perda de memória: problemas com a memória de curto prazo ou
em se focar podem aparecer.

 

Tratamento

 

Apesar de ser uma fase natural da vida das mulheres, em
alguns casos, os sintomas acabam comprometendo a qualidade de vida e por essa
razão o tratamento é necessário. Um dos principais é o de terapia hormonal, que
consiste na administração de substâncias que se assemelham a atuação dos
hormônios que o organismo parou de produzir.

 

No entanto, o procedimento não é recomendado para todas as
mulheres, especialmente para as que já tiveram câncer de mama, entre outros
casos de contraindicação. Apesar disso, há indicações de outros métodos para o
alívio dos sintomas de forma individualizada, por exemplo, para o fogacho,
antidepressivos podem ajudar, já para o ressecamento vaginal, existem
hidratantes próprios para essa área que podem ser utilizados. Tudo vai depender
do seu caso e da orientação médica que receber.